Feeds:
Posts
Comentários

Archive for março \28\UTC 2012

Máscaras II


 

O que sei é que esta máscara colou-se em meu rosto

hoje passou a ser minha pele

minha expressão

minha face

 

Morre meu coração

quando alguém diz

Trazes no rosto a calma

nos olhos, o espelho de tua alma

 

 

E já não há mais tempo

não há mais razão para romper

essa barreira

esse disfarce

 

Tudo o que me cerca é tão falso

como eu

sem face, tão fácil

onde tudo é não

 

Talvez a vida também seja

um mal estar por não se estar

uma mentira

um pesadelo

um vão

 

 

Anúncios

Read Full Post »

 

 

 


Provoque todo o meu corpo

eu deixo

mesmo que me toques apenas com um olhar

 

Invada meus mais doces sonhos

eu deixo

mesmo que todos sejam mentiras

 

 

Avassale meus pensamentos

com esse sol da meia noite que te habita

eu deixo

mesmo que eu me ponha no horizonte

de soluços infindos

 

Possua-me por inteira

esta que vês e também a do espelho

eu deixo

mesmo que eu morra a cada segundo inútil e vazio

marcado pelo relógio do tempo

 

 

Read Full Post »

sussurros cortam ventos

como agulhas pontiagudas

enterrando-se nas palmas das mãos

 

portas abertas batendo temporais

névoa densa no tempo

e nos olhos

 

grito meu silêncio

entre montanhas assustadoras

e íngremes

 

lacero as roupas no varal

de uma só vez

com o punhal de prata que roubei

 

sinto meus apelos e desesperos

dependurados nos arames farpados

empapados de suor e medo

 

mas onde estás, disseram-me,

é branco, é leve

é terno e eterno

 

mas enxergas minha dor?

se verdade

leva-me contigo

 

liberta para sempre

esta minha alma doente

 de paixão e saudade

 

 


 

Read Full Post »