Feeds:
Posts
Comentários

Archive for 30 de abril de 2012

Perdão


Perdoe-me amor

por invadir tua vida

sem me anunciar

sem sequer perguntar

se por aquela porta que aberta estava

eu poderia entrar

 

Se me recebeste em tua vida

por pura falta de jeito

em me dizer

que aquela sala iluminada

aquele vaso de flores

não eram para me esperar

 

Perdoe-me amor

se me acostumei amanhecer

olhando teus olhos

cravados em minha alma

e as hortênsias que crescem em silêncio

tão lindas no meu jardim

 

Se quiseres

posso partir de ti

onde um dia cheguei

para que vivas

em paz

 

 

Read Full Post »