Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘abismo’

Vulto

 

Sempre em saltos

e soluços

silhuetas de sílfides

em sílex invisíveis

trazem teu vulto

à margem de meu abismo

como sílabas

silenciosas

 

No justo momento

em que salamandras

semeiam suores noturnos

 

 

Read Full Post »

 “Mas mais triste que a demora é saber que não vens mais…”

 

E por não haver mais como contar da tua ternura, desespero-me como a tarde desespera-se em perder o sol para a noite.

Sinto-me louca, inútil e invisível.

Mãos vazias, olhos opacos, lágrimas em vão.

Permaneço assim por horas, por dias, por tanto tempo, sem coragem de perguntar o porquê ao meu coração.

Temo que, em um sobressalto, ele pare de uma vez.

Temor infundado porque, pensando bem, qual seria a diferença…

Procuro no escuro de mim alguma luz que me reste, que me faça buscar, mesmo que na face fria do espelho onde me escondo, um carinho que console e faça adormecer minha alma, como se criança fosse.

Mas tudo o que escuto são soluços profundos e longos como abismos.

Já é noite alta e meu corpo continua lá, caído no meio da sala; não mais espera teus olhos de ternura, aquele olhar molhado e profundo, olhando para os meus.

 

Read Full Post »

Involução

 

enquanto houver ostentação

enquanto houver inveja

enquanto houver violência

enquanto houver egoísmo

enquanto houver calúnia

enquanto houver vaidade

enquanto houver mesquinharia

enquanto houver escuridão

nunca haverá poesia nas palavras

nunca haverá lugar para o Amor

nesta Terra

 

 

Read Full Post »