Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘burrego’

O Burrego

Gosto de escritores que mexem com  o meu imaginário.

Levam-me a lugares “nunca d’antes navegados”,  quase que vivenciando cenas que brotam e borbulham dentro de mim.

É certo que, por instantes, preciso deixá-los de lado, com todo o respeito, para poder por no papel o que me vai pela veneta ( sempre quis usar essa palavra – veneta – que me parece leve, até simplória, quase que louca, mas nunca surgiu oportunidade; aí está).

Há pouco, lendo “Caim” de meu querido porque não amado José Saramago, reportei-me a uma cena imaginária que, imaginária fiz acontecer nos idos anos 60, mais ou menos assim, mais ou menos assado.

Quando pequena, queria ter um burrego. Queria por que queria e ponto.

Pedia ao pai e este dizia, Mas para que queres um burrego? Para ir à escola, respondia. Tua escola é muito perto, teus pés dão conta do recado.

Ia ao encalço da mãe, mãe é mãe, compreende tudo, Quero um burrego, minha mãe. Que história é essa agora, menina? Para que? Para brincar com ele, oras! dizia, meio incerta. Tens muitas bonecas, não precisas de mais nada.

Como último recurso ia ter com o avô, a pedir-lhe um burrego a todo custo. E pelo menos tu sabes o que é um burrego? Como não mentia ao avô, somente ao avô, disse Não, não sei; é que achei a palavra um pouco diferente e bastante interessante e, por isso, queria um desse tal de burrego para mim. Então vamos consultar o pai dos burros, disse o avô.

Foi só então que a menina ficou sabendo que burros têm pai e que, além de ser doutor (o avô foi consultá-lo) era inteligente, o danadinho.

Ponto.

Agora, se me dão licença, vou entregar-me outra vez aos braços de Saramago, admirando-o cada vez mais e rindo muito com caim (assim mesmo, com letra minúscula).

Ah! antes que eu me vá, posso indicar esse livro para vocês? uma ótica diferente de passagens da bíblia, descrevendo o confronto entre criador e criatura, tornando nova  histórias milenares, com um humor mordaz com que esse escritor português nos delicia.

Nota: o que me deu na veneta não tem nada com o livro; mas foi Saramago que, com uma palavra semelhante, fez minha fonte brotar.

Read Full Post »